quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Post



Oie!!!!!!
Pelos meus cálculos, faz muito tempo, então resolvi escrever.
Eu estou com TPM, então se vc está numa semana negativa, não está muito diferente de mim!!! Por recomendação do meu irmão terapeuta, vou começar a tomar óleo de prímula. A promessa é que eu fique mais calma. Vamos ver...
Comecei a escrever um livro! Sobre meu estágio de direito. Sim, será extremamente chato e maçante. Se não publicar, pelo menos vou obrigar todos os amigos e parentes a ler. hahaha (risada maléfica com TPM)
Estamos pensando (Alex e eu) em comprar um terreno. O primeiro lugar cogitado foi aquele perto da ULBRA.
Estou pintando quadros. São podres, de verdade. Desta vez não estou usando meu humor negro. Mas é uma terapia de paciência interessante, exercita meu lado perfeccionista. Embora o horóscopo do signo de virgem diga que os virginianos são ligados em mínimos detalhes, confesso que eu não sou. Talvez com a pintura eu fique e o horóscopo comece a ter razão. Alguém tem que ter razão.
Estou meio divagante, né? Vou parar por aqui.Mas pelo menos fiz um textão. Adoro textões.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Ter ou Ser, Eis a Questão...


Hoje confirmei que uma guria maldita roubou um casaco de inverno meu. Eu emprestei em um dia frio em que ela estava precisando ficar produzida para visitar um cliente,no meu antigo emprego. E a aproveitadora levou meu pobre casaquinho para casa, eu também esqueci, e agora está feito: ela não vai mais me devolver pois disse que não está com ela. Maldita hora em que fui ajudar quem não merece...

Mas o roubo desse casaco suscitou uma questão ainda mais dolorida, pois por coisas que já ouvi da boca dessa menina, sei que o casaco não voltará porque ela pensa que eu tenho dinheiro para comprar outro, e ela não. Logo, eu que me foda, ela ficará com o agasalho.

Esse comportamento pode ser explicado pela própria situação de exclusão na qual vivem certas pessoas. Tentei racionalizar. Certos objetos denotam uma marcação de posição social. Como parte da sociedade de consumo, algumas pessoas consideram que não tendo certas coisas a sua própria imagem será desvalorizada.

Assim, para tentar fugir dessa imagem, pessoas de baixa renda acabam investindo mais em bens de consumo relacionados à aparência. Em nossa sociedade, a aparência é muito valorizada, na medida em que tende-se a valorizar mais o 'ter' que o 'ser'. Pessoas que ainda estão em busca de seus pares e mesmo à procura de uma identidade, necessitam ainda mais desses objetos para sentirem-se reconhecidos e incluídos.

Esse caminho não é escolhido de forma arbitrária. A sociedade traça uma imagem pejorativa, associando más condições econômicas à violência, por exemplo. Assim, um dos poucos caminhos acessíveis para quem não quer ser visto de uma maneira negativa pela sociedade é a construção de uma imagem pessoal, a partir de bens de consumo como eletroeletronicos, tênis, roupas de marca e o meu casaco.


Mesmo diante do aumento do acesso à educação as condições de muitos ainda não permitem que frequentem um curso superior. É difícil fazer planos para o futuro. Apesar disso, há um interesse crescente das pessoas em melhorar sua colocação profissional.

Devemos lembrar que o desemprego entre os jovens e as taxas de evasão escolar ainda são muito altos no Brasil. Esses problemas atingem a sociedade em geral, mas são, sem dúvida, mais graves entre aqueles que compartilham uma situação socioeconômica menos privilegiada.

Tudo bem... Mas o meu casaco, até por uma questão de educação que deveria resistir ao egoísmo, poderia ser devolvido...

terça-feira, 19 de maio de 2009

Mal de Torette


Sim, voltarei aos monólogos virtuais. Porque eu devo admitir, para o perfeito funcionamento de minha vida, que eu não costumo ligar. Sempre acho que não é o momento certo, que eu estou ocupada... Devo ter um trauma de infância devido ao uso do telefone... Nunca fui por exemplo uma adolescente que ficava pendurada por horas na linha com os amigos... Consultarei meu analista sobre isso. Deve ser grave...
Também tenho passado grandes períodos em casa assistindo filmes. Acredito que sou o que chamam de cinéfila (mais um traço de minha problemática infância?) pois conheço váaaarios filmes e estou viciada em assistí-los. Assisto até cinema japonês, pq descobri que é o máximo! É diferente ver a interpretação deles, é muito "detalhada". São fofinhos...
Falei hoje com a Lu pelo msn... ela me contou que trocou de número... oh, shit! Mas tudo bem, pelo menos falei com ela hj e vi que está tudo bem, ela está feliz com a nova vida em outro Estado...
Decidi dar um ligeirão na facul, pois essa vida de estagiário é uma merda. Eu estou miserável. Eu quero logo minha carteirinha da OAB, nem que seja para fazer um concurso público poderoso e ficar rica... Daí comprarei um sítio e me isolarei do resto da humanidade. Huá,huá... Eu me sinto ás vezes num reality show onde tenho que viver com quinhentos reais por mês. Estou inclusive mais espiritualizada, pois o fato de viver com pouco me faz pensar: eu realmente preciso de tanto para viver? Sou praticamente uma monja que vive só com a roupa do corpo e comendo gafanhotos. Espero ganhar um aumento antes de alcançar a iluminação.
Que legal que minha amiga Ju vai se formar! As roupas com babador são um ápice! Logo ela terá um canudo, direito a uma cela individual na cadeia e fará parte de uma parcela mínima da população que completou o 3° grau. Isso é raro! Eu disse para ela: Parabéns pela persistência e coragem, pq a gente sabe que precisa de coragem para ser estudante! Parabéns mesmo! E não esquece de me convidar para a formatura, hein?? hehe
Fui naquele tal de Baile do Fusca no sábado. O Baile tinha esse nome porque seria sorteado um fusca! Eu tava toda empolgada, eu queria ele para mim! Fusca pode ser uma merda, mas era de graça. No fim, saiu para outra pessoa. Quero descobrir para quê a minha sorte está sendo economizada!
Pode notar que estou falando mais palavrões? Pois é, o convívio com meu chefe fez isso. Ele é muito desbocado, e minha principal lição de vida aqui no estágio tem sido: "Tolerância Zero". É bom para mim, já que eu era paciente demais com pessoas que pisavam nos meus calos. Hoje, se algum cliente é mau-educado, tenho permissão para ser rude com ele também.È de lavar a alma, pois isso muda aquele conceito que estava entranhado em mim: o cliente sempre tem razão. Agora é: o cliente que vá se foder!!! E antes que vc fique chocada, saiba que a alma humana é mesmo muito contraditória, pois observei que exatamente as pessoas que foram pateadas (porque patearam antes, claro) foram as que voltaram com um enorme sorriso dizendo" vcs é q são bons" e nos contrataram. É... o que me resta a dizer é vá se foder também! hehehe

segunda-feira, 18 de maio de 2009

De volta à ativa



Liguei domingo para Juliana e para a Lu, mas nenhuma das duas atendeu...

Q pena, eu queria ter me despedido, já que a Lu tá se mudando para Santa Catarina...

Estou passando por uma pindaíba braba, to sem um puto tostão no bolso. Faz meses que não sei o q é comprar algo que não seja comida (lanches e mais lanches). Nem cartão no cel mais eu ponho... Maldito estágio... Esses dias o Alexandre me levou numa pizzaria e fiquei apavorada com o pouco que consegui comer. Meu estômago está diminuindo muito...

Não tenho muitas novidades, pois sou um zumbi sem vida social.

Agora resolvi voltar ao sistema de e-mails para me comunicar com as pessoas, pois caí na real e percebi que não terei cartão para ligar pelos próximos anos. Assumida essa realidade, driblarei meu chefe no serviço e digitarei e-mails quando ele não estiver olhando. A vida é sórdida. E me corrompeu. huá, huá!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Experiencia de Vida



Já fiz cóceguinhas na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela.
Já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho,e até já brinquei de ser bruxo.
Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.
Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora.
Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.
Já roubei beijo. Já confundi sentimentos.
Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.
Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais
difíceis de se esquecer.
Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra
roubar fruta, já caí da escada de bunda.
Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fuji de casa pra sempre e voltei no outro instante
Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.
Já vi por-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já bebi uísque até sentir dormente os meus lábios, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.
Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levanter.
Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade, já roubei rosas num enorme jardim.
Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um "para sempre" pela metade.
Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.
Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção,guardadas num baú chamado coração.
E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita:
"Qual sua experiência?"
Essa pergunta ecoa no meu cérabro: experiência... experiência...
Será que ser "plantador de sorrisos" é uma boa experiência? Não!
Talvez eles não saibam ainda colher sonhos!
Agora, gostaria de indagar de uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:
Experiência? Quem a tem, se a todo momento tudo se renova??

Carta do ex para a ex



Querida, escrevo para dizer que vou te deixar.
Fui bom marido por 7 anos.
As duas últimas semanas foram um inferno. O seu chefe me chamou para dizer que você tinha pedido demissão e isto foi a gota.
Na semana passada, nem notou que não assisti ao futebol.
Te levei na churrascaria que mais gosta.
Chegou em casa, nem comeu e foi dormir depois da novela.
Não diz que me ama, nunca mais fizemos sexo.
Está me enganando ou não me ama mais.
PS. Se quiser me encontrar, desista.
A Júlia, aquela sua "melhor amiga" da academia e eu vamos viajar para o nordeste e vamos nos casar!
Ass: Seu Ex-marido.

Resposta:
Querido ex-marido, Nada me fez mais feliz do que ler sua carta.
É verdade, ficamos casados por 7 anos, mas dizer que você foi um bom marido é exagero.
Vejo a novela para não lhe ouvir resmungar a toda hora. Reparei que não assistiu futebol, mas com certeza, foi porque seu time tinha perdido e você estava de mau humor.
A churrascaria deve ser a preferida da amiga Júlia, pois não como carne há dois anos.
Fui dormir porque vi que a cueca estava manchada de batom.
Rezei para que a empregada não visse.
Mas, com tudo isto, ainda o amava e senti que poderíamos resolver os nossos problemas.
Assim quando descobri que eu tinha ganhado na Loteria, deixei o meu emprego e comprei dois bilhetes de avião para o Taiti, mas quando cheguei em casa você já tinha ido. Fazer o quê? Tudo acontece por alguma razão.
Espero que você tenha a vida que sempre sonhou.
O meu advogado me disse que devido à carta que você escreveu, não terá direito a nada. Portanto, se cuida!
PS. Não sei se lhe disse, mas a Julia, minha "melhor amiga", está grávida do Jorginho, nosso personal. Espero que isto não seja um problema...
Ass: Milionária, Gostosa e Solteira.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Para Colar no Vidro do Carro

NÃO SOU SEU TIO,
NÃO TENHO TROCADO,
ODEIO MALARABISMO E
O VIDRO DO CARRO ESTÁ LIMPO...


Quem trabalha muito, erra muito. Quem trabalha pouco, erra pouco. Quem não trabalha não erra. E quem não erra é promovido.


Casamento começa em motel
e termina em 'pensão'!

PINTO É QUE NEM DOLAR : SOBE NO PARALELO E CAI NO OFICIAL .

'Um casamento vai para o brejo quando você começa a engolir tantos sapos que não sobra mais tempo para comer a perereca!'

É fazendo muita merda que se aduba a vida !!!!!

'Ironia do destino é quando um jardineiro tem um filho florzinha e uma filha trepadeira ......'

'Ex-namorada é igual a McDonalds: - a gente sabe que não deve, mas acaba comendo de vez em quando.'

'Que mulher nunca comeu uma caixa de Bis por ansiedade, uma folha de alface por vaidade e um cafajeste por saudade? '

'Não adianta ser rico e usar roupas caras se o melhor da vida a gente faz pelado '

'Nóis só num bebe acetona porque tira o esmalte dos dente'

'Tem dia que a noite é foda'

'Se tiver que casar, case com uma mulher baixa. Dos males, o menor! '

'Mulher boa deve ser tratada como o bom vinho... tem que ser mantida na horizontal, no escuro e com rolha na boca '

'Passar a mulher para trás é fácil, difícil é passar adiante!'

O esperma não é apenas um líquido gosmento, mas sim lágrimas de um pinto apaixonado !

Feliz é o dono de sex shop, que pode dizer:
'Pegue suas coisas e vá se foder!'
E o cliente ainda sai todo feliz.

'Às vezes é melhor ficar quieto e deixar que pensem que você é um idiota, do que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida .' < /FONT>